Autocuidado pode contribuir na luta contra o câncer de mama

63

A esteticista e terapeuta ortomolecular Vilma Vargas

Sabe-se hoje que fatores emocionais, como ansiedade e estresse, podem estar ligados ao surgimento de diversos tipos de câncer, dentre eles, o de mama. Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Data Popular mostrou que 54% das mulheres com histórico de câncer de mama apontaram fatores emocionais como tristeza, mágoa e rancor como causas para a doença.

Para a esteticista e terapeuta ortomolecular Vilma Vargas, que já atendeu diversas pacientes que receberam diagnóstico de câncer, o autocuidado é uma arma poderosa contra a doença. “O câncer é como uma sementinha, que pode germinar e criar raízes. E quem se cuida, além de aumentar as possibilidades de prevenção, consegue lidar melhor com o diagnóstico por ter uma boa autoestima e amor próprio”, explica.

A profissional alerta sobre a rotina multitarefas da mulher contemporânea que, devido a auto cobrança excessiva para lidar com vários papéis ao mesmo tempo, acaba desencadeando problemas como ansiedade e depressão, o que pode ser uma porta de entrada para o surgimento do câncer. “Nós da estética batemos muito nessa tecla: é essencial que a mulher se priorize e se cuide, pois estar bem consigo mesma faz com que ela lide com todas as suas tarefas de forma mais leve”, expõe.

“Quem se ama, se cuida”. Para Vilma, esta frase vai muito além de uma hashtag em seu Instagram. “Hoje ela é uma mensagem que eu levo comigo no meu dia-a-dia, para minhas clientes, amigos e família. Se eu me amo, automaticamente eu me cuido. Ou seja, procuro fazer um exercício físico, ter uma alimentação saudável, beber bastante água, e, se possível, fazer um tratamento estético – e é isso que eu incentivo diariamente meus clientes a fazerem. Se olhar no espelho e se sentir satisfeito com o que vê faz bem física e mentalmente.  O autocuidado gera saúde plena”, elucida.

Sabemos que o câncer de mama afeta psicologicamente a mulher, tendo em vista a perda de cabelo e outros efeitos colaterais do tratamento. Nesse sentido, a estética pode ajudar muito na recuperação da autoestima após vencer um câncer. “A partir do momento em que o médico libera a paciente para tratamentos estéticos, nós entramos com tudo para ajudar essa mulher a recuperar sua autoestima”, relata a esteticista.

Conforme ressalta a profissional, na maioria das vezes, a partir das primeiras sessões, a cliente já se sente mais satisfeita consigo mesma, o que acaba impactando positivamente em sua recuperação dos efeitos do tratamento da doença.

“Temos várias clientes que já passaram pelo câncer e hoje estão aqui com a gente se cuidando, se olhando no espelho mais satisfeitas com o que veem, o que gera benefícios até mesmo no relacionamento amoroso, com a família e amigos”, comenta Vilma Vargas. “Então para pacientes pós câncer, assim que seu médico liberar, podem nos procurar, pois temos várias opções de tratamento para ajudá-las a recuperar sua autoestima”, completa.

 

Avaliação minuciosa

Antes de fazer qualquer procedimento, a esteticista e terapeuta ortomolecular realiza uma anamnese através de perguntas para conhecer melhor seus clientes e seu estado de saúde. Além disso, realiza uma avaliação física minuciosa, observando se pode haver algo de errado que leve à necessidade de procurar um médico especialista.

“Já tive um caso de uma cliente que me procurou para uma drenagem linfática. Ao notar que suas glândulas linfáticas estavam atípicas, optei por não fazer o procedimento e a orientei a procurar um endocrinologista. A mesma o fez e foi diagnosticada com linfoma”, conta a profissional. “Por ter sido detectado logo no início, o tratamento foi menos agressivo e ela foi curada”, finaliza.

“Acho muito importante que eu, como profissional da estética, tenha esse senso de responsabilidade. Por isso, busco sempre estar atenta”, revela Vilma. “Vale ressaltar que uma cliente diagnosticada com câncer não pode se submeter a certos procedimentos estéticos, a fim de não acabar agravando a situação. Também é muito importante saber abordar a cliente ao alertá-la sobre algo que possa estar errado, de modo a não a assustar, mas sim incentivá-la a buscar um especialista”, conclui.

 

A Clínica Estética Vilma Vargas está localizada na Rua João Mota, bairro Ferroviários, 32, ao lado do Sindimármore. WhatsApp: 28 999065495. Instagram @vilmavargass



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *