Bancário elimina 18 quilos e adere a novos hábitos

202

Juliano Freitas Souto, 39, bancário

Já havia mais de um ano que eu levava meu filho Arthur à nutricionista. Fazia o papel de pai em cuidar da alimentação do filho, mas enquanto isso estava me alimentando mal e ganhando peso. Mesmo com as orientações nutricionais que meu filho seguia e que por consequência natural, a família passou a adotar.

Nessas idas e vindas acompanhando meu filho ao consultório, a minha família – esposa Cristina, filha Maria Luiza e filho Arthur – além da própria nutricionista, me alertavam para que eu fizesse um tratamento, até que no final de 2017 minha esposa marcou uma consulta e aceitei. Nos exames laboratoriais apresentei níveis de glicemia e colesterol alterados, e para quem possui histórico familiar de hipertensão e diabetes, era necessário perder peso e aderir um novo estilo de vida, imediatamente.

A essa altura eu estava com 94 quilos, com 1,74 de altura e circunferência abdominal de 102. Tomei um susto quando me dei conta destes dados, então aderi com muito foco à dieta e aos exercícios físicos – estava matriculado na academia e não frequentava há oito meses.

O consumo excessivo de massas, frituras, refrigerantes, doces e sucos industrializados me levou a esse quadro, e agora era hora de mudar estes maus hábitos. Passei a comer mais saladas, legumes, frutas, sucos naturais, alimentos integrais, carnes magras e voltei à academia com frequência diária – o que foi fator fundamental para o processo. Passei a ter mais disposição para todas as tarefas diárias.

Hoje, cinco meses depois, estou com 76 quilos e todas as taxas normalizadas, mudando a alimentação e me exercitando regularmente. São fundamentais e indispensáveis o acompanhamento médico e nutricional, no meu caso o doutor Bruno Luzório (clínico geral) e doutora Andressa Cordeiro (nutricionista).

Sem esquecer também o apoio familiar, que é muito importante e que se torna um benefício geral, pois os hábitos acabam se estendendo a todos. Quando chega a este patamar de integração familiar, a manutenção da dieta e dos bons hábitos fica ainda mais fácil. E com os resultados alcançados, os quilos perdidos, a autoestima elevada e a saúde em dia, penso até em entrar para um grupo de corrida, e quem sabe um dia disputar uma prova amadora. Posso dizer que eu consegui!

 

Altura: 1,74 m

Peso anterior: 94 kg

Peso atual: 76 kg

Perda total: 18 kg

 

O que diz a especialista

“Na anamnese e exames complementares foram detectados obesidade e pré diabetes. Prescrevi um planejamento alimentar Low Carb, com orientação para exercícios físicos, com intuito de emagrecimento e controle glicêmico. Ele respondeu surpreendentemente ao tratamento. Normalizou a glicemia e eliminou 18 quilos, 15% de gordura corporal e ganhou massa muscular”.

  • Andressa Cordeiro, nutricionista.

 

Foto: Erika Medeiros



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *