Benefícios da atividade física vão muito além da estética

131
Foto por Jonathan Lessa

O corpo humano possui mais de 200 articulações e, em média 630 músculos, e estes necessitam de movimento. Caso contrário, enrijecem ou atrofiam, trazendo desequilíbrio postural, funcional e articular. Tais alterações podem facilitar o surgimento das doenças articulares, como a artrose, dores na coluna vertebral, entre outras.

Não restam dúvidas de que as atividades físicas trazem inúmeros benefícios. Mas será que qualquer pessoa pode praticá-las? Segundo o fisioterapeuta e educador físico Alex Rodrigues, da clínica Reabsul, a resposta é sim. “Podemos dizer que somente a pessoa em coma possui limitações”, argumenta. “Para muitos, os únicos benefícios são os músculos fortes que aparecem a olhos vistos, mas não, devemos ter a maior atenção aos resultados que não vemos”, aponta.

Entre esses resultados, o profissional destaca o controle da pressão arterial, diminuição da glicose no sangue, diminuição do colesterol e triglicerídeos, aumento do bom colesterol, diminuição do estresse, produção de hormônios que promovem o aumento da disposição e melhora da depressão, melhora do sono, entre outros inúmeros.

“Não existe limitação do praticante, mas sim do profissional que o acompanha; este deve ter conhecimento dos exercícios, como o corpo responde, da patologia que seu ‘aluno’ possui e, com isso, adaptar a atividade e fazer com que ele obtenha o resultado desejado”, orienta doutor Alex. “Hoje em dia possuímos inúmeras formas de fazer exercícios, na água e fora dela, em locais abertos ou fechados, deitados, em pé, então posso dizer que não tem limitação”, reforça.

Conforme salienta o fisioterapeuta e educador físico, desde crianças a idosos podem praticar musculação, bem como pessoas com certas patologias ortopédicas. “A musculação é a modalidade mais versátil de todas, pois é a única onde o aluno possui uma série de exercícios especifica para sua idade, periodização ou quadro patológico apresentado”, ressalta.

Uma boa avaliação, a apresentação de exames realizados, além dos testes que devem ser feitos pelo profissional no momento, são medidas importantes. O profissional deverá explorar todas as situações onde possa trazer limitações ou adequações às atividades pretendidas.

“Hoje em dia temos a facilidade da internet, então em caso de dúvidas sobre o treinamento preparado para você procure ler sobre, procure saber sobre o profissional e sua formação. Questione-o sobre o treinamento, não abaixe a cabeça e obedeça, pois o corpo que esta ali é o seu”, aconselha doutor Alex.



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *