Casal de oncologistas faz uma breve retrospectiva do ano de 2020

22

Atuando lado a lado há 18 anos no Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim, os oncologistas Sabina Aleixo e José Zago Pulido têm prestado um serviço excepcional na instituição, a qual se tornou referência no tratamento do câncer na região Sul capixaba. O Heci hoje é o único hospital completo no Sul do estado, abrangendo cirurgia, radioterapia e oncologia. Em entrevista à Viver!, os especialistas falam sobre os desafios do ano pandêmico de 2020 e planos para o futuro.

Viver! – 2020 foi um ano totalmente atípico em decorrência da pandemia que estamos vivenciando. Quais foram os maiores desafios na oncologia após o surgimento da Covid-19?

Dra. Sabina Aleixo e Dr. José Zago Pulido: Os pacientes oncológicos foram colocados no grupo de risco da Covid-19, e isso fez com que muitos quisessem abandonar seus tratamentos. Tivemos que trabalhar para informar os pacientes e familiares sobre as maneiras de evitar a contaminação pelo vírus, mas ao mesmo tempo reforçar a necessidade de continuar os tratamentos oncológicos. Tivemos sucesso e conseguimos manter os tratamentos dos pacientes.

Viver! – Apesar dos desafios desse ano, os projetos do GAPCCI continuaram firmes e fortes, com todo o cuidado necessário. Fale um pouco sobre o trabalho realizado na Casa de Apoio.

Nosso trabalho voluntário no GAPCCI teve que ser adaptado à realidade da pandemia. Mudamos as reuniões de apoio aos pacientes com psicólogos e assistentes sociais para o formato on-line, conseguimos organizar a nossa festa junina para delivery e conseguimos manter essa captação de recursos. Também fizemos nosso tradicional jantar no formato delivery. Conseguimos nos reinventar, mas acima de tudo, manter o apoio aos pacientes em tratamento do câncer.

Viver! – Sem dúvida, o marco do ano para a GAPCCI foi a Semana de Arte Solidária. Qual foi o principal foco desse evento e quais os resultados obtidos?

Conseguimos o apoio de 35 artistas capixabas, que foram solidárias à nossa causa. Juntamos mais de 50 obras de artes entre pinturas, esculturas, aquarelas e fotografias. A renda será toda revertida para a ampliação da Casa de Apoio aos Portadores de Câncer. Na exposição, que começou virtualmente e depois foi presencial, as pessoas puderam ver imagens do projeto da construção da ampliação da casa, nosso principal foco.

Viver! – Como estão os planos de ampliação da Casa de Apoio e como a mesma irá beneficiar os pacientes oncológicos que realizam seu tratamento no HECI?

A ampliação tem como objetivos termos um espaço mais amplo para refeitório, auditório para receber pacientes e familiares em palestras, consultórios para profissionais que quiserem doar seu tempo… Enfim, ampliar nosso atendimento.

Viver! – Está prevista uma nova estrutura para atendimento de Quimioterapia a partir de janeiro de 2020. Fale mais sobre essa conquista de extrema importância para atender à crescente demanda do Heci.

Estaremos numa nova edificação com mais poltronas de quimioterapia, uma farmácia oncológica mais ampla, aumento da sala de espera e mais consultórios. Claro que no futuro de médio prazo teremos o Hospital do Câncer, e aí iremos conseguir integrar todas as áreas do câncer num lugar só. O tripé do tratamento do câncer, formado por cirurgia, radioterapia e oncologia, estará no mesmo espaço físico.

Dra. Sabina Aleixo e Dr. José Zago Pulido atendem no Instituto de Oncologia Sul

Capixaba (IOSC), localizado na avenida Lacerda de Aguiar, 25, Gilberto Machado

– Cachoeiro. Telefone: (28) 3521-1219. Site: www.iosc.com.br. Instagram:

@casaloncologista.

A Casa de Apoio GAPCCI está localizada na Rua Pedro Quinelato, 58/60, bairro Ferroviários, Cachoeiro de Itapemirim. Conheça o trabalho da ONG através do Instagram @gapcci.

 

Foto por Jonathan Lessa



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *