Cirurgião conta a sua experiência sobre a própria cirurgia bariátrica

1572

Atuando como cirurgião bariátrico há 18 anos, doutor André Mattar já realizou cerca de 1800 cirurgias bariátricas. Por questões de saúde, recentemente o especialista decidiu se submeter ao procedimento, tornando-se assim um paciente bariátrico. Foram 50 quilos eliminados, além de mudanças drásticas na qualidade de vida, conforme relata o médico. Em entrevista exclusiva à Viver!, doutor André conta sua experiência e os benefícios que obteve em sua saúde após a cirurgia. 

Viver! – O que levou o doutor a se submeter à cirurgia bariátrica?

Dr. André: Sempre fui obeso, desde a adolescência. A primeira vez em que eu fui ao médico para emagrecer eu tinha 18 anos de idade. Nunca me preocupei com a obesidade em relação a estética. Mas recentemente eu comecei a apresentar alguns problemas de saúde. Desenvolvi diabetes, colesterol e triglicerídeos altos, gordura no fígado, apneia do sono e taquicardia ventricular por conta de pressão alta. Então, o que me levou a fazer cirurgia bariátrica foram os problemas de saúde decorrentes da obesidade.

Viver! – Há anos o doutor realiza a cirurgia bariátrica em seus pacientes. Como foi para você vivenciar essa experiência?

Dr. André: A gente como médico sabe de todos os prós e contras dos procedimentos cirúrgicos, então tomar a decisão foi muito difícil para mim. Mas eu tinha certeza de que seria o melhor caminho a seguir. Então eu fui de peito aberto, procurei um grande amigo cirurgião em Vitória, fiz o pré-operatório e fui em frente, muito confiante. Eu sabia que se eu não fizesse a cirurgia bariátrica agora eu teria que operar o coração daqui alguns anos. Então eu preferi fazer uma cirurgia mais simples do que uma cirurgia cardíaca.

Viver! – Como foi a sua recuperação?

Dr. André: As coisas foram caminhando muito bem, minha recuperação foi muito melhor do que o esperado. Voltei a trabalhar com 15 dias. A gente tem algum conhecimento, sabe o que pode e o que não pode fazer. A parte mais difícil foi a angústia do pré-operatório, marcar e realizar a cirurgia. Mas o pós-operatório foi muito tranquilo.

Viver! – Como o doutor se sente hoje? Quais foram os resultados?

Dr. André: Eu perdi um total de 50 quilos. Hoje não estou mais diabético. Não tomo remédio para colesterol, triglicerídeos, pressão, não tenho apneia do sono, durmo uma noite tranquila e acordo disposto para ir trabalhar. Tenho uma disposição que eu não tinha quando tinha 20 anos de idade. Hoje tenho muito mais energia para brincar com meus filhos. Minha vida mudou muito, não me arrependo em momento nenhum, só agradeço a Deus por ter me dado essa luz de fazer a cirurgia e à equipe. Me sinto um “jovem rapaz” de 40 anos de idade.

Viver! – Como o doutor acha que ter passado por essa experiência reafirma ainda mais aos seus pacientes a segurança e eficácia da bariátrica? Como isso reflete na sua relação com os pacientes?

Dr. André: É muito gratificante. Os pacientes começaram a se identificar comigo. Eles passaram a confiar mais na cirurgia bariátrica. Além de eu ser médico deles, agora sou colega deles em grupo de bariátrica. A gente troca experiências, receitas fitness; se antigamente existia um balcão entre paciente e médico, agora não, estamos lado a lado. O interessante foi o estímulo despertado, mais homens passaram a me procurar. Um dos meus pacientes disse que eu sou um espelho para eles se inspirarem, porque homem geralmente não liga muito para o peso. Mas depois que fui operado, das últimas 20 cirurgias que realizei mais de 10 foram de homens, sendo que normalmente 90% são mulheres.

Dr. André Mattar atende na avenida Francisco Lacerda de Aguiar, 22, Ed. Pasteur – Cachoeiro de Itapemirim. Telefones para contato: 28 3155-5025 e 99994-6907.

 

(foto: Erika Medeiros)



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *