Conheça os cuidados necessários com a saúde ocular na estação do sol

126

O oftalmologista Eduardo Abib – Foto por Erika Medeiros

Muito se fala nos danos dos raios solares à pele e no quanto é importante usar protetor solar e evitar exposição exacerbada ao sol, especialmente no verão. De fato, são cuidados fundamentais. Mas você sabia que os olhos também precisam de cuidados quando se fala em exposição solar? Nesse sentido, durante a estação mais aguardada do ano, vale a pena redobrar a atenção também com a saúde ocular!
“Alguns vírus, fungos e bactérias são mais propensos a nos infectar durante temperaturas mais altas”, comenta o oftalmologista Eduardo Abib, da clínica Cemes em Cachoeiro. “Os banhos de mar, piscina, lagoas e similares tornam-se bem mais frequentes, favorecendo o surgimento de doenças bem comuns nessa época, como conjuntivites, alergias, ceratites e irritações de forma geral”, aponta.
Sendo assim, conforme destaca doutor Eduardo, é importante nos atentarmos para alguns cuidados simples, porém, muito importantes para evitar maiores transtornos nessa época. “Use óculos escuros sempre com proteção UV, a fim de bloquear os raios solares danosos aos olhos; ao sair do mar, por exemplo, nunca esfregue os olhos – dessa forma evitamos possíveis traumas à superfície ocular”, orienta.
Outra medida que pode ajudar, de acordo com o especialista, é o uso de bonés e chapéus. Além de proteger o rosto, também evitam uma maior incidência de raios solares nos olhos. “Não entre na água com suas lentes de contato, pois isso favorece muito o surgimento de infecções! Também não insista no uso se as mesmas estiverem irritando os olhos”, aconselha.
Além disso, o oftalmologista propõe que, se possível, de tempo em tempo se utilize colírios lubrificantes. Manter a superfície ocular hidratada, além de benéfico, auxilia na remoção de excessos de impurezas. “Hidratação é importante não somente para a pele, também ajuda a manter a lubrificação ocular com boa qualidade”, aponta.
Porém, se ocorrerem sinais como vermelhidão persistente, secreção, dor ocular, percepção de redução visual, sensação de secura que não melhora e intolerância às lentes de contato, a dica de doutor Eduardo é: procure seu oftalmologista o quanto antes, a fim de receber um diagnóstico preciso e tratamento adequado.

 



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.