Dieta cetogênica tem demonstrado eficácia no auxílio ao controle do câncer

362

O câncer é uma das doenças mais crescentes nos últimos anos, sendo uma das principais causas de mortalidade na população mundial. Assim, cada vez mais vêm sendo estudadas medidas eficazes para sua prevenção e controle. “Acreditava-se que doenças como câncer eram predominantemente de caráter hereditário. Mas, segundo estudos, o estilo de vida (alimentação inadequada, sedentarismo, tabagismo, sobrepeso etc.) dos indivíduos é um fator de risco muito mais dominante do que a questão genética”, revela a nutricionista Bruna Rezende.

A especialista em nutrição Low carb – Saúde e Prática Esportiva, nutrição esportiva, clínica e hospitalar relata que a obesidade, por exemplo, está comprovadamente associada ao maior risco para desenvolvimento de câncer de reto, rins, próstata, mama, bexiga e endométrio. “Sabe-se que o fator alimentação é essencial na prevenção e no tratamento de câncer. Com isso, algumas estratégias alimentares baixas em carboidratos, como a dieta Cetogênica, vêm sendo utilizadas no tratamento de certos tipos de câncer com resultados muito promissores e enormes repercussões na medicina”, expõe.

Conforme explica a nutricionista, quando realizada a intervenção da dieta Cetogênica no tratamento do câncer, o cérebro, ao ser privado de sua fonte de energia mais ativa metabolicamente, que é a glicose, passa a fazer uso parcial de corpos cetônicos produzidos pelo fígado a partir das gorduras consumidas dentro do contexto proposto.

Sendo assim, os níveis de açúcar sanguíneos ficam baixos, enquanto os níveis de corpos cetônicos ficam altos, diferentemente de outras dietas, em que há presença mais abundante de açúcar no sangue. O raciocínio, resumidamente, é que as células cancerígenas, em uma dieta Cetogênica, “morrem de fome”.

Segundo a profissional, isso acontece porque as células do nosso organismo podem usar tanto gordura quanto glicose (um carboidrato), mas as células cancerígenas dependem de glicose e não sobrevivem com corpos cetônicos. Então, ao limitar carboidratos (que se transformam em glicose no organismo), “matam-se de fome” as células do câncer.

“Uma vez já realizados tratamentos em inúmeros indivíduos e tendo obtido resultados positivos quanto à cura ou ao controle do câncer com essa dieta, a Cetogênica já é considerada, em vários países, uma conduta terapêutica eficaz”, afirma Bruna. “Que as pessoas possam ter em mente, cada dia mais, a importância da alimentação e de seu estilo de vida, e o quanto esses fatores são influenciadores diretos no desenvolvimento do câncer”, finaliza.

 

Relato de paciente

A professora Kelly Silotti, que é paciente da nutricionista Bruna Rezende há dois anos, conta que antes mesmo de descobrir o câncer já tinha se identificado com seu jeito de trabalhar. “Além dela ser uma estudiosa no assunto (eu valorizo muito isso), ela está sempre em busca de novos conhecimentos e é pós-graduada em Low Carb”, diz.

“Me identifiquei com o estilo de vida Low Carb por ser baseado em ‘comida de verdade’. No início sentia falta de algumas coisas, mas acredite, nosso paladar pode ser ‘educado’. Hoje, não tenho mais vontade incontrolável por doces, por exemplo”, explica. Durante o tratamento do câncer, devido ao enjoo e mal estar foi difícil para Kelly seguir qualquer dieta. “Assim que fui melhorando alguns sintomas, porém, voltei para os braços da Bruna”.

Hoje, a professora não consome mais refrigerantes e nem sucos industrializados. “Diminuí a ingestão de farinha branca e de industrializados em geral, troquei óleo de soja por banha de porco e passei a investir mais no que a natureza fornece”, relata. “Como tudo o que gosto e me dá prazer, mas não mais no dia a dia e sim quando valer a pena! Foi uma questão de escolha para preservar a minha saúde!”, completa.

 

Bruna Rezende

Especialista em nutrição Low carb – Saúde e Prática Esportiva, nutrição esportiva, clínica e hospitalar. Contatos: (28) 99968-9785 e (27) 996442244

Instagram: @brunanutri­­­_lowcarb

E-mail: blrnutricaoesportiva@gmail.com

Endereço: Ed. San Pablo, 708, Centro – Cachoeiro de Itapemirim – ES

 

Foto por Erika Medeiros



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *