Enfermeira fala sobre o dia-a-dia Da “ciência do cuidar”

402

Tendo como principal objetivo restaurar a saúde do paciente, a enfermagem é conhecida como a ciência do cuidar. Os enfermeiros desempenham uma nobre missão, prestando assistência direta ao paciente em meio a muitos desafios. No dia 12 de maio é comemorado o Dia Mundial do Enfermeiro e, em entrevista à Viver!, a enfermeira Virgínia de Cássia Gonçalves Silva, coordenadora do Serviço de Enfermagem da Santa Casa, fala sobre o dia-a-dia da profissão. Virgínia realizou sua graduação pela Escola de Enfermagem Wenceslau Braz de Itajubá, Minas Gerais, em dezembro de 1986. Especialista em MBA em Gestão Hospitalar e Sistemas de Saúde pelo Centro de Pós-graduação Oswaldo Cruz, trabalha na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro como enfermeira há 27 anos.

 Viver!: Qual o foco da atuação do enfermeiro no ambiente hospitalar?

Virgínia: Garantir a melhora da qualidade de vida para o paciente e seus familiares, que têm a enfermagem como referência, uma vez que é sempre a ela que recorrem por estarem próximas em tempo integral. No contexto hospitalar, a enfermagem coloca em prática sua responsabilidade prestando assistência direta ao paciente.

Viver!: Como se dispõe a equipe de enfermagem? Quais as funções específicas de cada componente dessa equipe?

Virgínia: A equipe de enfermagem é formada pelo Enfermeiro Coordenador, Enfermeiros Supervisores, Enfermeiros Assistenciais, Técnicos de Enfermagem e Auxiliares de Enfermagem. O Enfermeiro Coordenador é responsável pelo planejamento, organização, direção, execução e avaliação dos serviços de enfermagem da Instituição e pelo gerenciamento das equipes.

Os Enfermeiros supervisores das unidades são responsáveis pelo planejamento e supervisão da assistência prestada pela equipe. Realizam procedimentos de enfermagem que são de sua competência, acompanham e orientam pacientes e familiares, além de outras funções. Os Enfermeiros Assistenciais coordenam a unidade de internação em seu turno de trabalho. Monitoram a evolução do paciente, para certificar-se de que seus cuidados foram efetivos. Treinam, orientam e supervisionam equipes, realizam técnicas de enfermagem, acompanham e orientam pacientes e familiares. Já os Técnicos e Auxiliares de Enfermagem são responsáveis pela assistência direta ao paciente, realizando higiene e conforto, mudança de decúbito, remoção do paciente, encaminhamento de pacientes para exames, administração de medicamentos conforme prescrição médica, realização de curativos, administração de dietas por sonda e via oral, verificação de sinais vitais, etc. São os profissionais que estão presentes em tempo integral ao lado do paciente realizando seu tratamento.

Viver!: Quais são os maiores desafios na área atualmente?

Virgínia: A enfermagem é a arte de cuidar do outro. Atua no sentido de contribuir para a melhoria dos pacientes e sua completa reabilitação de um quadro de saúde não favorável.  Pode-se dizer que o desafio do profissional consiste na promoção da saúde e na prática diária dos cuidados durante o exercício das atividades, superando as dificuldades enfrentadas na assistência aos enfermos.

Viver!: A enfermagem é uma profissão que mescla o humano com o científico. Fale sobre a importância dessa junção na atuação do enfermeiro.

Virgínia: O conhecimento é um impulsionador para que qualquer profissional tenha condições adequadas para oferecer um serviço de qualidade. Nesse sentido, a pesquisa científica se constitui um método de aprendizagem de grande importância, pois o resultado obtido a partir dos estudos contribui para a melhoria contínua das atividades de Enfermagem.

Na escolha da intervenção ideal para nossos serviços, devemos avaliar se existem os recursos humanos, físicos e materiais necessários para implementá-la de maneira bem-sucedida. Se depois dessa avaliação não encontrarmos as respostas, ou ainda, se as respostas existem, mas não atendem à realidade do serviço, devemos conduzir a nossa própria pesquisa científica. Isso é muito positivo para o serviço e para o profissional, uma vez que será a análise de sua própria prática, reformulando maneiras de agir, atualizando conhecimentos e envolvendo toda a equipe.

A enfermeira Virgínia de Cássia Gonçalves Silva (foto: Comunicação Santa Casa)



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *