Especialista dá dicas para prevenir lesões no ombro no CrossFit

148

Modalidade esportiva que vem ganhando cada vez mais adeptos, o CrossFit, ou Cross training, combina exercícios funcionais diversos. O esporte oferece benefícios como a melhora da capacidade cardiorrespiratória, condicionamento físico e resistência muscular. Por se tratar de uma atividade de alta intensidade, porém, há um risco de sofrer lesões se não houver a devida orientação profissional e respeito aos limites do corpo. Uma das articulações vulneráveis nesse sentido é o ombro.

De acordo com o ortopedista Arthur Beber, especialista em cirurgia do ombro na clínica Ortotrauma, do ponto de vista biomecânico o movimento de levantar o braço acima da cabeça não é dos mais favoráveis, devido a anatomia óssea peculiar da região do ombro. “Os exercícios do CrossFit põem forças adicionais ao ombro, em particular quando se realiza levantamentos acima da cabeça”, aponta.

Falando sobre os movimentos comuns que colocam estresse na articulação do ombro, doutor Arthur destaca os seguintes: overhead squats, snatches, push presses, thrusters e push jerks. Conforme salienta o médico, o primeiro passo para evitar lesões é aprender a maneira correta de se executar cada exercício, realizando-o sempre sob a supervisão de um profissional capacitado.

Além disso, é preciso saber que conforme um atleta se cansa e tenta forçar as últimas repetições de um exercício, o posicionamento correto pode se desfazer e a lesão acontecer. “Fazer o movimento mais vezes não significa nada se a execução estiver incorreta. O estresse adicional, em especial nos momentos de fadiga (em que a técnica adequada pode falhar), pode levar a lesões que causam dor no ombro”, alerta o ortopedista.

As principais lesões associadas ao CrossFit, segundo relata o especialista, são a Tendinopatia do manguito rotador, lesão do manguito rotador, artrose acromioclavicular, Osteolise da clavícula distal, Discinesia escapular e Instabilidade ou luxação do ombro. Ao sentir dor e instabilidade no ombro, é fundamental que o praticante da modalidade consulte um ortopedista especializado.

Evite lesões

  • Melhore a flexibilidade através de exercícios de alongamento;⠀⠀
  • Fortaleça o manguito rotador e a cintura escapular;
  • Execute o gesto esportivo de maneira adequada;⠀⠀⠀⠀⠀⠀
  • Evite exercícios que causem dor e o excesso de treino (“overuse”).

 



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.