Mantenha uma rotina de estudos e atividades lúdicas na quarentena

71

Na Antiguidade os Mestres – homens cultos e respeitados por suas ideias inovadoras e capacidade argumentativa que influenciava a muitos – orgulhavam-se da sua condição de liberdade, denominada por muitos deles de ócio. “Eles diziam ser essa a fonte de sua criatividade e clareza mental”, relata a pedagoga de educação infantil e fundamental I do Centro de Ensino Lauro Pinheiro (CELP) Luciana Vaz.

Mas afinal, o ócio contribui de fato para que sejamos mais criativos? E nesse momento de isolamento social, ele mais ajuda ou atrapalha no dia a dia dos estudantes? A resposta mais coerente, segundo a pedagoga, é: tudo depende de como vamos nos comportar durante esse período e do que faremos para que os estudantes utilizem o tempo livre que agora têm disponível de forma produtiva.

“Para os estudantes, independentemente da idade, é fundamental a manutenção de uma rotina de estudos com atividades diárias que os mantenham conectados ao conhecimento e, assim, evoluam em seu desenvolvimento da aprendizagem”, argumenta a profissional, que completa: A organização do tempo é algo fundamental, pois ajuda a evitar a sobrecarga ou a procrastinação.

Para as famílias, que são parte fundamental para que o processo de desenvolvimento da aprendizagem ocorra de forma completa – reforça Luciana –, a dica é manter a calma e organizar o tempo entre o trabalho (seja em home office ou presencial para aqueles que atuam em funções indispensáveis no momento), os cuidados com a casa e a atenção às atividades propostas pela escola para serem realizadas diariamente.

Ainda assim, certamente existe tempo livre. E o que fazer com ele? “Uma boa sugestão é aproveitar para aprofundar o contato com os demais membros da família, quem sabe, conversando sobre questões que há muito estávamos adiando”, sugere a pedagoga do CELP.  “Podemos ainda lançar mão de jogos de tabuleiro – têm para os pequenos e para os grandes. Eles adoram! Dessa forma, vamos exercitando a convivência e relacionamento com as pessoas que mais amamos”, conclui.

 

O aprendizado continua

A Escola CELP – Centro de Ensino Lauro Pinheiro – está lançando mão dos recursos tecnológicos disponíveis, tais como: Plataforma EscolaWeb; Plataforma Eleva de Ensino; WathsApp; Instagram. Enfim, todas as mídias com suas infinitas possibilidades de aproximação à distância. Os recursos são também diversos, como por exemplo, videoaulas produzidas pela equipe pedagógica, lives, podcasts, tira dúvidas via WathsApp; tudo isso como um suporte ao material didático adotado. O objetivo da Instituição é manter a qualidade e excelência que a caracterizam ao longo de 37 anos de existência.



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *