Medicina de família trabalha forte desde a saúde do bebê à do idoso

466

Presente no Brasil desde 1976, a medicina de família é uma especialidade médica com cuidados voltados à saúde das pessoas de uma maneira integral. O sucesso da especialidade é tamanho, que países classificados como excelentes na área de saúde pública, como o Canadá, Espanha, Inglaterra e a Holanda, têm na medicina de família a especialidade médica mais importante em seus programas de saúde.

Dados apontam, entre outros benefícios, que a resolutividade é acima de 85% dos problemas apresentados pelas pessoas quando são atendidas pelos médicos especializados em medicina de família. Para saber mais sobre a medicina de família e sua proposta, confirma abaixo nossa entrevista com a doutora Isabella Louzada, especialista na área.

 

Viver! O que é a medicina de família, e o que ela propõe?

Dra. Isabella: O médico de família é o especialista em pessoas e na família. Cuida de forma contínua e permanente de seus pacientes, não de forma pontual, mas sim ao longo da sua vida. É a especialidade que propõe cuidar do bebê ao vovô de forma longitudinal, integral e coordenada. O médico de família pode atender pessoas de ambos os sexos, em qualquer idade e estado de saúde.

Viver! Por se tratar de uma especialidade relativamente “nova”, enfrenta algum tipo de resistência?

Dra. Isabella: Na verdade a especialidade não é nova, trata-se de uma especialidade existente no Brasil desde 1976, regulamentada em 1981. Mas teve sua expansão e amadurecimento com a implementação dos programas de saúde de família pelo governo federal. Atualmente, ganha grande espaço não só no Sistema Único de Saúde (SUS) como também em clínicas, consultórios particulares e no âmbito domiciliar.

Viver! As pessoas ainda confundem a medicina de família com o clínico geral? Existem realmente algumas semelhanças?

Dra. Isabella: A confusão ainda existe.  A semelhança é que ambos são graduados em medicina. Porém, o médico de família faz residência ou especialização de dois anos – tendo título de especialista. E o clínico geral não fez residência.

Viver! – Quais são os objetivos da medicina de família?

Dra. Isabella: Atuar, prioritariamente, no âmbito da Atenção Primária à Saúde, a partir de uma abordagem do processo saúde—adoecimento; Desenvolver ações integradas de promoção, proteção, recuperação da saúde no nível individual e coletivo. Além de priorizar a prática médica centrada na pessoa, na relação médico-paciente, com foco na família e orientada para a comunidade, privilegiando o primeiro contato, o vínculo, a continuidade e a integralidade do cuidado na atenção à saúde.

Dra. Isabella Louzada, especialista em medicina de família

Locais de atendimento: Prefeitura de Cachoeiro – ESF e Cerest, Sesi Saúde

Contato: isabellalouzada@live.com



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *