Melhora da performance e menos lesões com Pilates

184

O número de adeptos a corridas de rua vem crescendo consideravelmente. Porém, a grande maioria desses corredores é desprovida de informações relevantes. Conforme destaca a fisioterapeuta Danielle Vasconcelos, a corrida, assim como a caminhada, gera impactos nas articulações. Sabe-se que a corrida gera um impacto de 2,3 e a caminhada 1,5 nas articulações como joelhos, quadril e coluna.

Então, o que fazer? Parar de correr? Tendo em vista os grandes benefícios da prática, a resposta – argumenta Danielle – é não. “A corrida fortalece o músculo do coração, prolongando a capacidade de bombeamento; o praticante tende a se sentir mais feliz, emagrece; há redução da pressão arterial, ganho de resistência, melhora do sono, entre outras vantagens.

A orientação profissional é necessária não somente para chegar ao pódio mas, principalmente, para evitar ou amenizar o risco de lesões. “Má postura, falta de flexibilidade, uma patologia já instalada, fraqueza muscular, uma pisada errada… todo esse conjunto leva a uma performance deficitária e ao risco de lesões ou a piora delas, quando já instaladas”, alerta a fisioterapeuta.

Nesse contexto, o Pilates pode ser de grande ajuda. Através de uma avaliação detalhada, o instrutor estabelecerá quais exercícios serão mais indicados. “Dentre eles podemos citar a prancha abdominal isométrica, que trabalha os músculos posturais; agachamento, que além de exercitar os glúteos trabalha as coxas e costas, alongamentos, mobilizações e fortalecimento de uma forma global”, relata a profissional.

Para se obter o resultado esperado no Pilates como recurso no seu desporto – seja para melhora da condição física ou reabilitação – a fisioterapeuta explica que as sessões são feitas de duas a três vezes por semana. “São atendimentos individuais, respeitando o limite de cada um e utilizando aparelhos do Pilates e acessórios”, ressalta.

Foto: Jonathan Lessa



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *