Paroníquia pode ser causada por traumatismos locais ou fungos

227

Infecção da pele que acomete mãos ou pés, a paroníquia gera uma lesão em volta da cutícula ou na lateral da unha. Trata-se de um processo de inflamação na região devido à “perda da cutícula”. Normalmente é causada pela levedura Cândida Albicans (fungos) e/ou decorrência estafilocócica (bactéria). Pode ser aguda ou crônica.

O problema pode acontecer pelo hábito de remoção por alicate ou por pequenos traumatismos, ou por agentes químicos, como detergentes de cozinha, por exemplo. Existem algumas profissões que predispõem o surgimento da paroníquia, devido ao contato constante com a água, como copeiras, lavadeiras, entre outras.

Falando sobre as causas, a podóloga Eliza Ribeiro explica que pode acontecer devido a traumatismos locais, onicofagia, ferimento prévio com invasão de bactérias, leveduras, fungos e vírus. “Os sinais e sintomas são dor latejante, pele brilhante, edema, eritema e pus.

No que diz respeito às medidas profiláticas, a profissional orienta a evitar retirar as cutículas, usar luvas de borracha quando realizar alguma atividade e manter as unhas secas. Além disso, deve-se evitar o uso de esmaltes e lixamento da borda livre da unha, bem como orientar o paciente para proteger as unhas com traumas constantes. Para quem trabalha com água, é importante proteger as mãos com luva de borracha. O tratamento é feito com antibiótico e fungicidas.

A podóloga Eliza Ribeiro atende na rua 25 de março, 33, centro de Cachoeiro. A clínica está localizada na sala 606 do shopping Cachoeiro (sexto andar). Para agendar sua consulta, ligue para (28) 99884-8415 ou envie um e-mail para podologaelizaribeiro@gmail.com.

 

Foto por Erika Medeiros



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *