Qual o melhor momento para avaliar a necessidade de aparelho?

62

 

Por Dr. Rodrigo Marcondes

Ortodontista

 

A pergunta do título deste artigo é muito frequente e o momento correto é variável. Partindo do princípio de que o ideal seria ter uma arcada perfeita e não ser preciso colocar aparelho, o melhor momento para procurar a avaliação de um ortodontista é com os pais “grávidos” por volta do sétimo mês, quando então se pode fazer o pré-natal ortodôntico. Neste pré-natal, os pais poderão ser orientados sobre as atitudes corretas para o perfeito desenvolvimento dento-facial do futuro bebezinho.

Antes que a dentição decídua seja completa (isso por volta dos dois anos), é indicado realizar uma avaliação para que se possa detectar algum problema de crescimento e desenvolvimento das arcadas, como hábitos, falta de mastigação efetiva, mastigação unilateral, fala, respiração e outros mais. Nesse momento, em alguns casos já se faz necessária uma intervenção.

Diante do crescimento e desenvolvimento das arcadas, consultas de acompanhamento serão indicadas com o objetivo de se monitorar este cliente. Em algumas vezes, uma intervenção antes da troca dos dentes se faz urgente.

Num passado recente, a orientação seria aguardar a troca dos dentes decíduos pelos dentes permanentes para que, então, seja iniciado o tratamento ortodôntico. Hoje, com a moderna visão preventiva, a orientação desde o pré-natal ortodôntico até a dentição permanente evita que casos simples se transformem em casos complexos, e assim os tratamentos passaram a ser mais simples e rápidos.

 



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.