Saiba as causas da disfagia, dificuldade de engolir alimentos

424
Dra. Maria Cristina – foto por Jonathan Lessa

A dificuldade em engolir alimentos, sejam eles sólidos ou líquidos, é chamada de disfagia. Os principais sintomas, de acordo com a otorrinolaringologista Maria Cristina Campos, são dificuldade na mastigação e engasgos. “Podemos ter associados, ainda, o escape oral de alimentos, ausência de deglutição, comida parada na boca e faringe, regurgitação nasal e tosse”, relata.

As causas da disfagia, segundo a especialista, podem variar de uma má adaptação ou desgaste de prótese dentária, lesões orais, nasais, obstrução esofágica, AVC, Doença de Parkinson, ELA. Além de transtornos de mobilidade do esôfago, diminuição do calibre do esôfago, má formação, radioterapia, tumores de faringe, esôfago, tireoide, bem como o uso de alguns medicamentos (antibióticos/anti-inflamatórios).

“A avaliação diagnóstica pode ser feita pelo gastroenterologista ou pelo otorrinolaringologista. Os exames serão solicitados após uma avaliação clínica, com investigação da história clínica do paciente. Podendo ser solicitados exames como videolaringoscopia, endoscopia digestiva alta, videodeglutograma, entre outros”, explica doutora Maria Cristina.

No que tange ao tratamento, a médica esclarece que primeiramente ele é voltado para as causas específicas. “A melhora do sintoma de disfagia associado a essas causas, tem bons resultados com terapia fonoaudiológica, melhorando a qualidade de vida do paciente e prevenindo complicações como pneumonia por aspiração, por exemplo”, argumenta.

Ainda conforme ressalta a otorrinolaringologista, a orientação quanto ao tipo de alimento, sua textura, melhor forma de consumi-lo, ritmo e velocidade ao se alimentar, se faz necessária. “A avaliação, conduta e orientações dos profissionais envolvidos somados à dedicação e persistência do paciente e seus familiares são fundamentais nos resultados alcançados”, aponta.



Jessica Castelo

Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *