Dia Nacional de Combate ao Câncer alerta sobre prevenção

234

80% dos cânceres estão relacionados ao estilo de vida, sendo a minoria, apenas 20%, de causa hereditária. Responsável por 25% dos cânceres, o tabagismo é a principal causa de morte por doença evitável. A obesidade e a má alimentação – caracterizada pelo consumo de alimentos processados, açúcar em excesso, defumados e carne vermelha em excesso – juntas, são responsáveis por outros 25% dos casos de neoplasias malignas.

Além disso, conforme salienta o cancerologista José Zago Pulido, do IOSC, os vírus como HIV, hepatite e HPV, o sedentarismo e o alcoolismo são outros fatores de risco comuns para o surgimento do câncer. “Em relação ao câncer de pele, a questão é a exposição solar. Tem que usar protetor solar (FPS >20), chapéu, boné ou roupa cobrindo o corpo. Principalmente os trabalhadores que ficam todos os dias no sol e em especial as pessoas de pele e olhos claros”, alerta.

Tendo em vista o Dia Nacional de Combate ao Câncer, comemorado em 27 de novembro, vale ressaltar a importância de adotar medidas preventivas. “Devemos adotar um estilo de vida saudável. Para isso é fundamental não fumar, evitar o alcoolismo, ter uma alimentação saudável e praticar atividade física regularmente – 150 minutos por semana. Controlar o peso, ter tempo para o lazer e procurar ser feliz também são dicas importantes”, orienta o especialista.

Além de adotar bons hábitos, realizar exames periódicos é de suma importância a fim de diagnosticar o câncer precocemente. Para quem tem muitos casos de neoplasias malignas na família ou é fumante de longa data, podem ser necessários cuidados especiais como exame genético para avaliação de risco de câncer, ressonância magnética das mamas, tomografia do pulmão. “Estas pessoas necessitam de uma avaliação individual, caso a caso, para uma recomendação específica”, reforça o médico.

Coloque seus exames em dia

Alguns exames são capazes de fazer diagnóstico precoce (inicial) de alguns tipos de câncer, aumentando as chances de cura. Destacamos os seguintes:

– Mamografia: a partir dos 50 anos, anualmente;

– Papanicolau/exame preventivo do colo uterino: realizado anualmente a partir do início da vida sexual, entre 25 e 64 anos;

– Exame de pesquisa de sangue oculto nas fezes (homens e mulheres): a partir dos 50 anos de idade (rastreamento câncer colorretal);

– PSA (exame de sangue) e toque retal: a partir dos 50 anos (homens da raça negra à partir dos 45 anos).

Foto: Erika Medeiros



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *