Fonoaudióloga fala sobre benefícios da amamentação bem orientada

63

Na primeira semana de agosto, comemora-se a semana mundial do aleitamento materno. “A alimentação é função vital em qualquer idade e em especial para o recém-nascido. A correta alimentação do bebê propicia o crescimento físico, o desenvolvimento neuro-psicomotor e a aquisição da resistência imunológica”, informa a fonoaudióloga Jakliny Leal Scarpi, da Fonocenter. “O ato de amamentar é um dos mecanismos iniciais do desenvolvimento da comunicação e afetividade entre mãe e filho”, completa.

A profissional ressalta a importância da amamentação no seio para o desenvolvimento da comunicação. “Ao sugar o seio, o bebê desenvolve e fortalece a língua, os lábios e as bochechas. Isso poderá evitar problemas de fala, alimentação e respiração. Além disso, favorece o contato entre a mãe e o bebê e estimula a linguagem”, expõe.

Conforme relata a fonoaudióloga, muitas vezes a mulher recebe alta antes mesmo do período em que ocorre a descida do leite. Por esse motivo, quando ela retorna para casa, além dos desafios com os cuidados do bebê, ela terá que administrar os transtornos comuns do início da amamentação. “O ingurgitamento mamário (acúmulo de leite) e as fissuras na mama são fatores que, frequentemente, levam ao desmame precoce”, argumenta.
Segundo Jakliny, é muito importante priorizar a assistência especializada no pós parto imediato e o acompanhamento da mãe e do bebê após a alta hospitalar. Cabe ao fonoaudiólogo orientar sobre o desenvolvimento da musculatura no aleitamento materno, advertindo quanto aos prejuízos e consequências do uso de bicos artificiais; avaliar estruturas do bebê, posição de língua, lábios e bochechas, sucção, pega, postura e posicionamento para a amamentação.
“O fonoaudiólogo é o profissional indicado para avaliar com precisão de detalhes o padrão de sucção do bebê. Ele é capaz de identificar as causas das alterações no padrão durante a mamada, realizando estímulos, para garantir uma mamada eficiente”, orienta a profissional.

 

Foto por Erika Medeiros

 



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *