Fonoaudióloga fala sobre os desafios e benefícios da amamentação

69

A fonoaudióloga Renata Bandeira – Foto por Erika Medeiros

O primeiro dia de agosto foi escolhido como o Dia Mundial da Amamentação. No Brasil, o mês de agosto é conhecido como Agosto Dourado, por simbolizar a luta pelo incentivo à amamentação – a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. Nesse período, são realizadas diversas campanhas de conscientização sobre a importância do aleitamento materno.

A Assembleia Mundial da Saúde (AMS) tem como meta que ocorra pelo menos 50% de amamentação exclusiva durante os seis meses até 2025. A decisão foi tomada pois a Organização acredita que a medida poderia salvar a vida de mais de 820 mil crianças com menos de cinco anos, além de 20 mil mulheres a cada ano, conforme relata a fonoaudióloga Renata Bandeira.

“Sabemos que a importância do aleitamento materno é consenso entre médicos, cientistas e especialistas da área. Entretanto, durante a maternidade, uma série de dificuldades pode afetar uma amamentação adequada, prejudicando o desenvolvimento dos bebês e impactando de forma negativa a saúde da mãe”, alerta a profissional. “Dentre muitas dificuldades, a falta de informação, dor ao amamentar, a falta de apoio, pouco leite e alterações nos seios são as principais”, enumera.

A fonoaudióloga revela que além de nutrir da melhor maneira o bebê e trabalhar a questão do vínculo mãe e filho, durante a amamentação, a sucção realizada promove o desenvolvimento adequado dos órgãos fonoarticulatórios (língua, lábios, bochechas e palato). “Tal desenvolvimento é essencial à mobilidade, tônus, força, postura e, consequentemente, ao desenvolvimento das demais funções como a mastigação, deglutição, articulação dos sons da fala e a respiração. Prevenindo também as possíveis questões inerentes a esses fatores”, ressalta.

 



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *