Atividade física em excesso e sem orientação no verão oferece riscos

126

O ortopedista Vinicios Barreto –
Foto por Felipe Moura

O exagero nos exercícios físicos a fim de mostrar uma boa forma física na estação do sol pode levar a lesões, exaustão e outros danos à saúde. Especialmente no litoral, o verão é a estação com maior índice de traumas e acidentes, especialmente no litoral. Isso se dá principalmente devido ao surgimento dos famosos “atletas de verão”.

O ortopedista Vinicios Barreto, do Instituto do Joelho, explica que o verão é um momento em que mais pessoas estão fora do seu ambiente já conhecido e se tornam mais ativas. Como resultado, muitas vezes fazem esportes com mais intensidade e, geralmente, estão fora de forma, o que pode causar algumas lesões.

As lesões, conforme salienta o especialista, não são causadas apenas por contato, mas também por excesso. Alguns exemplos são a fascite plantar, tendinite, fraturas por estresse e músculos estirados. “Elas ocorrem em maior frequência porque as pessoas começam a treinar com seriedade durante os meses mais quentes e acabam exagerando. No verão, as lesões por uso excessivo crônico e lesões traumáticas agudas são as mais comuns”, relata.

Falando sobre a prevenção de lesões, o especialista esclarece que as melhores maneiras de manter os músculos trabalhando eficientemente e evitar problemas secundários são a boa nutrição e hidratação. “Os músculos desidratados não funcionarão tão eficientemente, então é mais provável que você tenha cãibra ou estiramento caso não cuide bem deles”, alerta.

Para quem vai realizar atividades que duram de 45 minutos a uma hora, a dica do médico é ingerir uma bebida esportiva com eletrólitos ou substituição de carboidratos, além de muita água. Mas, cuidado, pois essas bebidas tendem a ter alta taxa de açúcar. Outro cuidado importante é a preparação dos músculos. Segundo doutor Vinicios, uma das melhores maneiras de evitar lesões é fortalecer os músculos-alvo para o esporte ou atividade que você está querendo praticar.

O especialista ressalta, ainda, que exercícios de treinamento de força podem ajudar a melhorar o desempenho e evitar lesões. “Além disso, algumas orientações são realizar alongamento antes e após a atividade, usar calçados adequados para a atividade escolhida, começar com atividades mais leves como caminhadas e bicicleta, bem como evitar o excesso”, orienta.

Avaliação prévia

Antes de iniciar qualquer atividade física, realizar uma avaliação ortopédica é fundamental para a avaliação de articulações, musculatura e algumas patologias de base para determinar o grau e intensidade das atividades; bem como a decisão de qual atividade irá gerar menos prejuízo a este paciente. Também é importante realizar um check-up cardiológico para realizar uma prática mais segura, bem como receber orientações de um profissional em educação física para desempenhar a atividade escolhida de forma adequada.



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.