Chega a Cachoeiro o primeiro Aparelho de Diagnóstico 5D do ES

86

O 5D Imaging System é a maior inovação tecnológica em diagnóstico por Scaner com tecnologia desenvolvida em Israel que revoluciona a odontologia. É o primeiro sistema de imagem dental integrado que grava simultaneamente imagens 3D intra orais coloridas e NIRI.

“Vivemos hoje a era digital que veio para ficar. Todas essas inovações modernizaram a odontologia tornando-a mais avançada, mais rápida, menos invasiva, mais preventiva e com mais biossegurança”, revela doutora Alécia Louzada, mestre em ortodontia e especialista em ortopedia funcional e DTM. “O 5D é uma evolução do Itero que já utilizávamos. A inteligência artificial do equipamento traz maior precisão e velocidade de diagnóstico, qualidade de atendimento, mais conforto e uma odontologia cada vez mais baseada em evidência e ciência”, explica.

O que o aparelho 5D traz de benefício?

  • Torna possível a avaliação de lesões cariosas e manchas em gestantes e pacientes oncológicos, pois não emite nenhum tipo de radiação nociva.
  • Possui tecnologia de Fluorescência VS NIRI para detectar manchas, fluoroses, lesões em esmaltes e dentina sem a necessidade de RX. As cáries interproximais, que apresentam dificuldades para serem visualizadas devido ao próprio local onde se encontram e, por vezes, torna complexo ao profissional o diagnóstico, já podem ser detectadas com maior nitidez, precisão e eficiência levando a um diagnóstico precoce.
  • As cáries apresentam-se significativamente mais visíveis e a imagem obtida da extensão da lesão é mais próxima do que será vista ao abrir o dente. Com isso o tratamento é menos invasivo e com maior preservação dos tecidos dentários.
  • Torna possível também o monitoramento de lesões em nível de esmalte sem ter que abrir nenhum tipo de cavidade no dente, possibilitando os tratamentos por remineralização, o que além de preservar a estrutura dentária, também elimina a utilização de motores, evitando os aerossóis que dentro desse novo normal tendem a ser cada vez menos utilizados.
  • Dispensa a necessidade de moldes, aumentando a biossegurança, diminuindo o tempo de cadeira e também a quantidade de matérias para descarte, trazendo o conceito de sustentabilidade à odontologia.
  • Torna possível através dessas imagens criar um arquivo digital com um levantamento genético da boca. Essas imagens ficam guardadas em nuvem por 20 anos sem custo adicional e podem ser utilizadas a qualquer momento para uma eventual necessidade de reconstrução do sorriso no futuro.
  • É possível visualizar a simulação do resultado final dos tratamentos ortodônticos e saber como ficará o seu sorriso antes mesmo de iniciar a correção dos dentes.
  • Controle do processo de cicatrização de cirurgias por time lapse (por sobreposição de imagem).
  • Ainda por time lapse, podemos acompanhar as alterações dos tecidos bucais acorridas a cada seis meses, como desgastes dentários por bruxismo, aumento de retrações gengivais, entre outras.
  • Facilita o envio de trabalhos aos laboratórios, podendo ser realizado de forma totalmente digital e online, diminuindo o manuseio e aumentando a biossegurança, tão importante em tempos de pandemia.
  • Captura imagens coloridas em múltiplos ângulos gerando uma imagem digital tridimensional muito real com integração completa de dados com modelos 3D.

“Nosso compromisso com a ciência e com a odontologia baseada em evidências sempre nos motivou a estudar muito para que pudéssemos  oferecer o melhor aos pacientes”, ressalta doutora Alécia, que acrescenta: “A tecnologia sempre nos encantou e a busca pela excelência em atendimento é o que nos desafia e motiva”.

Dra. Alécia Louzada – contatos:

Instagram: @draalecialouzada

Facebook: consultoriodraalecialouzada

WhatsApp: (28) 98114-1183

Tel: (28) 3522-9430 / (28) 3521-0281

Foto por Erika Medeiros



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *