Cirurgiões de Cachoeiro trazem técnica inovadora em transplantes capilares

5

Os doutores Humberto Pimentel e Fábio Fernandes – Foto por Erika Medeiros

Condição que atinge cerca de 42 milhões de brasileiros, a calvície afeta principalmente os homens. Porém, o problema pode ocorrer no sexo feminino, causando danos psicológicos devastadores. No mercado da estética, há centenas de opções de produtos e procedimentos que prometem combater o problema. Nem sempre, porém, os resultados esperados vêm, causando ainda mais frustração à pessoa que sofre com calvície.

Uma técnica recente, porém, vem chamando a atenção pela eficácia e resultados naturais. Trata-se da técnica FUE, do termo em Inglês Follicular Unit Extration (Extração de Unidades Foliculares). Reconhecida mundialmente, agora ela está disponível à população de Cachoeiro de Itapemirim e região. O cirurgião vascular Fábio Fernandes e o cirurgião plástico Humberto Pimentel se especializaram na FUE e fundaram o grupo Transcapilare, iniciando transplantes capilares com a moderna técnica em Cachoeiro.

A técnica permite a retirada de pelos de outras áreas corporais para tratar a calvície (como da barba), minimizando a limitação que existe em pacientes que possuem pouca área doadora. Entre seus diferenciais, destacam-se a boa densidade capilar, cicatrizes imperceptíveis e rápida recuperação no pós-operatório com dor mínima, conforme ressaltam os cirurgiões.

Conforme ressalta doutor Fábio Fernandes, o procedimento é realizado com anestesia local e sedação, e o paciente é liberado no mesmo dia. “O transplante capilar é um procedimento cirúrgico que visa preencher áreas calvas com fios de cabelo da própria pessoa. Ou seja, folículos capilares sem predisposição à calvície são transplantados para as áreas calvas, preenchendo essas áreas”, esclarece.

Falando sobre a parceria entre os dois cirurgiões, doutor Humberto Pimentel relata que ambos atuarão em conjunto em todos os tempos da cirurgia – desde a coleta, extração e alocação das unidades foliculares – de forma dinâmica e organizada. A equipe conta, ainda, com instrumentadoras cirúrgicas que selecionarão e classificarão as unidades foliculares de acordo com o número de bulbos capilares (os quais variam entre um, dois, três ou mais bulbos). “Dessa forma o procedimento cirúrgico é realizado em um tempo mais rápido que o usual”, explica.

“O paciente pode retornar rapidamente ao trabalho, e há baixíssima incidência de complicações”, revela doutor Fábio, acrescentando que a FUE pode ser realizada tanto em homens quanto em mulheres. O especialista revela, ainda, que a técnica permite o preenchimento de sobrancelhas e de barba usando pelos corporais do próprio paciente – por isso é um transplante e não um implante. Além disso, pode ser usada para disfarçar cicatrizes, recobrindo-as com pelos, bem como baixar a linha de implantação capilar nas pessoas que se incomodam por ter a testa grande.

O resultado mais natural, que vem chamando a atenção do público no que tange à técnica, se deve à metodologia fio a fio do procedimento. Ainda segundo os cirurgiões, cerca de quatro a seis meses após o transplante os fios começam a crescer, e em um ano se observa o resultado final. “Tendo em vista que a calvície é um processo progressivo, o paciente deve continuar o tratamento e acompanhamento clínico depois do procedimento”, enfatizam os especialistas.

 

Dr. Fábio Fernandes, cirurgião vascular, atende em Cachoeiro de Itapemirim, no Edifício Med, localizado na Rua Konrad Adenawer, 10, Sumaré. Telefones para contato: (28) 3521-8010 e 98817-2476. Em Iconha, na Multi Clínica. Telefones: (28) 99886-4133 e 3537-2584. Em Marataízes, na Clínica Bittencourt. Telefones: (28) 99968-2382 e 3532-5314.

O consultório de Dr. Humberto Pimentel Santana, cirurgião plástico, está localizado na Rua Dr. José Paes Barreto, 06, 4º andar – Centro. Telefones para contato: (28) 3521-0698 e 99257-2670.



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *