Confira novidades dos serviços prestados pelo HECI para a população

156

Por Wagner Medeiros Junior

Superintendente do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim/ Economista e Especialista em Gestão de Saúde

 

O Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (HECI) encerra o ano de 2021 trazendo excelentes notícias para a população do sul do Espírito Santo. Algumas delas estão voltadas para melhoria da assistência às pessoas que precisam de serviços de saúde, sejam elas usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), de operadoras de autogestão ou de planos e seguros de saúde. Outras estão voltadas para a melhoria da assistência e da formação de profissional.

A primeira delas é que já se encontra em operação, no prédio novo onde estão instalados os ambulatórios, o mais moderno aparelho de Cintilografia do Espírito Santo, da marca Siemens, fabricado na Alemanha. Esse aparelho, da área da medicina nuclear, oferece um método de diagnóstico por imagem, não invasivo, que permite a identificação e o acompanhamento de várias doenças. Daí que seja largamente utilizado nas áreas cardiovascular e na oncologia, entre outras especialidades.

Outro aparelho que acabou de chegar ao hospital é o de Mamografia com Esterotaxia – o primeiro da nossa região. Esse equipamento permite a realização de biópsias orientadas em consonância com o exame. Assim, ganha-se em tempo no diagnósticos de determinadas anomalias, principalmente do câncer. Uma das vantagens desse aparelho, além do tempo, é que a biópsia é feita de forma mais precisa e segura, sem ocasionar qualquer tipo de lesão.

Entre as boas notícias, vale também informar, que os apartamentos do sétimo piso já estão quase todos reformados, obedecendo aos melhores padrões dos grandes hospitais dos maiores centros urbanos do país, especialmente das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. Os apartamentos foram reequipados, de modo a oferecer às pessoas que necessitam de tratamento o melhor conforto possível. Pode-se dizer, portanto, sem qualquer excesso, que não há similares em outro hospital de nosso estado.

Na área do ensino e pesquisa, a notícia é que foi aprovada pelos Ministérios da Saúde (MS) e da Educação (MEC), para o HECI, a primeira Residência Médica na área de Neurologia Clínica do estado. Isto permitirá a formação de novos profissionais, de modo a atender uma área muito carente e de grande demanda. O HECI aguarda, ainda, a aprovação da Residência para Cirurgia Cardíaca, que ora tramita naqueles ministérios.

Não menos relevante, por conseguinte, é que também começou a adesão dos funcionários dos hospitais filantrópicos de Cachoeiro de Itapemirim ao TRINO SAÚDE – o mais novo plano de saúde de nossa região, instituído pela iniciativa do HECI, da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim e do Hospital Materno e Infantil “Francisco de Assis”. Logo-logo o TRINO estará aberto a todos os capixabas, com ampla cobertura.

Pode-se considerar, portanto, que o HECI continua a alavancar o nosso segmento da saúde. Vele lembrar, inclusive, que o HECI foi o primeiro hospital do Espírito Santo a utilizar máquinas de proporção computadorizadas para diálise, antes mesmo da exigência do MS; o primeiro do estado a realizar cirurgias cardíacas pediátricas, e de adultos fora da grande-Vitória; o segundo serviço completo na área de Oncologia, e o primeiro fora da capital.

Ganha com isso a população em geral, tenha ou não plano de saúde, o que é muito bom pela perspectiva humana, haja vista que o HECI tem em seus valores “não realizar qualquer tipo de discriminação”. E saúde é vida, e a vida não pode ser discriminada.

 

 

 



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.