Entenda a condição que ocasionou na perda de cabelos da atriz Jada Smith

20

A dermatologista Fernanda Loss
Foto por Erika Medeiros

Condição pela qual é acometida a atriz Jada Smith, esposa de Will Smith, a Alopécia Areata foi o motivo da perda de cabelos da mesma, que de maneira corajosa optou por assumir um visual de cabeça raspada. Falando sobre a doença, a dermatologista Fernanda Loss explica que sua etiologia ainda é desconhecida; a teoria mais aceita é a autoimune.

“Parece que o fator genético também está envolvido em sua Gênese. O estresse físico e/ou emocional – devido a acontecimentos como a perda de entes queridos e mudanças profissionais – é frequentemente citado pelos pacientes, muitas vezes apresentando queda dos fios até três ou quatro meses do evento”, revela a médica.

Conforme salienta doutora Fernanda, a condição acomete qualquer idade, sendo 50% dos casos em pessoas com mais de 20 anos. Não há preferencia sexual.

É caracterizada por áreas circulares ou ovaladas únicas ou múltiplas, com ausência total dos fios localizadas no couro cabeludo, mas também em outras partes do corpo, como sobrancelhas, barba e cílios, por exemplo. Pode também se apresentar com perda total dos cabelos (alopecia areata total) e perda total dos pelos do corpo (alopecia areata universal).

A dermatologista explica que a perda de cabelo é assintomática, mas alguns pacientes se queixam de prurido ou queimação que precedem o aparecimento das placas. “Alterações na superfície das unhas surgem em 10 a 50% dos casos. Em 20% a 30% dos casos a alopecia está associada com outras enfermidades de natureza imunológica: tireoidites, diabetes, lúpus, vitiligo, entre outras”, expõe.

O tratamento, de acordo com a especialista, não é obrigatório, porque não previne novas recidivas, uma vez que a condição é benigna e tende a regredir espontaneamente, mas costuma ser indicado porque a alopecia pode causar distúrbios psicológicos importantes. “Os tratamentos prescritos pelo médico dermatologista incluem injeções locais ou cremes de corticoides, solução de minoxidil, além de sensibilizadores de contato como o DNCB e o SADBE”, cita.



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.