Mini-implantes têm agilizado o trabalho do ortodontista

395
Foto: Jonathan Lessa

Mini-implantes são dispositivos de ancoragem temporária que auxiliam no tratamento ortodôntico. Trata-se de um artifício utilizado para manter a posição ou mover os dentes de forma mais confortável e controlada. Assim, eles trazem mais velocidade no tratamento ortodôntico.

Na ortodontia, o movimento do dente acontece em razão da aplicação de força. “Quando uma força é aplicada a um dente, este se move. Isso acontece de acordo com a terceira Lei de Newton, para toda ação, existe uma reação. Ou seja, se aplicamos 100 gramas de força a um dente utilizando outro como apoio, este outro também sofrerá a ação de 100 gramas de força”, esclarece o ortodontista Matheus Scherrer.

Segundo o especialista, os mini-implantes apresentam diversas indicações clínicas. Entre elas, destacam-se a retração do segmento anterior, evitando o uso de aparelho extrabucal (os antigos “freios de burro”) como reforço de ancoragem, verticalização de molares, intrusão de dentes anteriores e até mesmo intrusão de molares. “Apesar do pequeno diâmetro – com variações de um a dois milímetros -, os mini-implantes são capazes de suportar forças de até 450 gramas, enquanto a maioria das forças utilizadas em ortodontia é inferior a 250 gramas”, aponta.

Doutor Matheus expõe que durante um tratamento ortodôntico são realizadas centenas de pequenos movimentos. “Um ortodontista capacitado e conhecedor dos princípios de física mecânica irá controlar os movimentos desejados e indesejados”, revela.  “Os mini-implantes aparecem, então, como uma excelente alternativa temporária de ancoragem/apoio”, afirma.

Conforme salienta o profissional, esses apetrechos são rosqueados sem qualquer incômodo na maxila ou mandíbula do paciente. Podem ser utilizados como apoio, facilitando e “agilizando” o trabalho do ortodontista. Por serem temporários, não se integram aos ossos, como é o caso dos implantes dentários, e podem ser substituídos ou removidos a qualquer momento sem nenhum desconforto.

“Vale ressaltar que os mini-implantes não incomodam mais do que qualquer outro aparelho, pois sua parte ativa presente na boca é bastante pequena, sua higiene é realizada com escovas especiais e soluções de higiene bucal, prescritas pelo profissional”, finaliza o ortodontista.



A revista Viver! é publicada mensalmente há mais de 17 anos com circulação no Espírito Santo. Trata-se de uma das mais importantes revistas de saúde do Brasil, com centenas de especialistas em prol do dilema "Informação que faz bem".


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *