Setembro Verde visa a conscientização pela doação de órgãos

10

O Setembro Verde é uma campanha alusiva ao Dia Nacional da Doação de Órgãos, celebrado em 27 de setembro e que incentiva o debate sobre a doação e o transplante de órgãos. No Espírito Santo, existe uma fila de 1.330 pessoas à espera de um órgão. Destas, quatro aguardam coração, 28 fígado, 301 córneas e 1.000 aguardam o transplante de um rim.

O Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim possui uma Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) formada pelo médico Marlus Thompsom, enfermeiro Gustavo Calegário, as psicólogas Rosita Gaspar e Mayara Hemerly, assistente social Marcele Bandeira e a secretária Patrícia Barbosa Marins.

“Ainda há muitos preconceitos sobre a doação de órgãos, principalmente relacionados a crenças e padrões culturais da população. Infelizmente, a recusa das famílias de indivíduos que acabaram de falecer ainda é a maior causa das não doações de órgãos”, comenta o enfermeiro Gustavo Calegário, à frente do setor desde maio deste ano.

Segundo ele, a CIHDOTT desenvolve ações educativas com o objetivo de conscientizar e sensibilizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos. Mas este ano, devido a pandemia, as ações do Setembro Verde serão realizadas utilizando a mídia social e distribuição de material educativo para evitar a aglomeração de pessoas. “A doação de órgãos é um ato nobre que pode salvar vidas. Converse com sua família sobre o seu desejo de ser doador e deixe claro que eles, seus familiares, devem autorizar a doação de órgãos”, apela o enfermeiro Gustavo.

Captação

O Hospital Evangélico realiza a captação de múltiplos órgãos em doador falecido por Morte Encefálica. Também faz captação de córneas em doador falecido por Morte Encefálica (ME) e por Parada Cardiorrespiratória (PCR).

Em 2020, de janeiro até julho, foram cinco captações efetivadas no HECI, sendo: Janeiro (01), fevereiro (01), março (03), abril (00), maio (00), julho (00) e julho (00). No mês de agosto (00). Em relação a 2019, no mesmo período, o número de captações no HECI diminuiu consideravelmente em função da Pandemia da COVID-19. No primeiro semestre de 2019, o HECI efetivou nove captações de córneas, nenhuma doação de múltiplos órgãos.

Texto e foto: Comunicação HECI



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *