Mochila pesada pode causar problemas na coluna de estudantes

200
Foto: Jonathan Lessa

Ao adquirir uma mochila, é importante que os pais levem em consideração não apenas o gosto da criança, mas principalmente os cuidados com a saúde. Existem no mercado vários modelos, mas temos que nos atentar ao uso correto. 

A fisioterapeuta Danielle Vasconcelos explica que quando um jovem ou criança carregam uma mochila nas costas que está além do peso ou fora da altura ideais, a tendência natural é inclinar o corpo para a frente, provocando problemas na coluna. “Por estarem em fase de crescimento, crianças e adolescentes têm o corpo mais adaptável a mudanças e assim ficam mais suscetíveis a alterações posturais, devido à sobrecarga ou regulagem inadequada das alças”, expõe.

Os principais problemas ocasionados pelo excesso de peso ou uso inadequado, de acordo com a profissional, são: hipercifose torácica e escoliose, dor no pescoço e ombros. “Então lembre-se: investir numa boa mochila escolar e fazer uso dela corretamente pode prevenir problemas de saúde no futuro”, ressalta.

Conforme orienta a fisioterapeuta, é importante dar preferência a mochilas com duas alças largas e acolchoadas. A distância entre as alças deve ser menor que a largura total dos ombros. Além disso, o fundo da mochila não deve ficar a mais que dez centímetros da altura do umbigo, para evitar esforço na manutenção da postura. Quanto ao peso, não deve passar de 10% do peso da criança.  “A forma de arrumar os materiais na mochila pode ajudar”, salienta Danielle. “As coisas mais pesadas devem ficar junto às costas da criança, na abertura principal da mochila e não nos bolsos externos. Uma boa postura é fundamental, e é apenas uma questão de hábito”, finaliza.



Editora da revista Viver!, uma das mais importantes revistas de saúde do país. A publicação Sul capixaba circula mensalmente há mais de 17 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *