Saiba quais são as medidas que ajudam a prevenir lesões no joelho

236

Dr. Saulo Blunk – Foto por Erika Medeiros

A prática de atividade física é, sem dúvidas, uma importante ferramenta na manutenção da saúde e bem-estar. Mas é necessário ter alguns cuidados para evitar o surgimento de lesões, especialmente quando se fala em joelho, uma região tão sensível do corpo humano. Nesse contexto, a prática de esportes e os joelhos possuem uma relação de “atrito” e as lesões nessa área são bastante comuns na prática esportiva.

Uma pesquisa realizada pelo Hospital do Coração de São Paulo analisou mais de 600 pacientes que chegaram no hospital com problemas no joelho provocados por atividade física. Nessa avaliação, chegou-se à conclusão de que o esporte que mais causa lesão nos joelhos é o futebol, correspondendo a 55% dos casos. Em seguida, as Artes Marciais (16%), o Basquete (12%), a Academia (8%) e o Tênis (5%).

Conforme ressalta o ortopedista Saulo Blunck, do Instituto do Joelho, é preciso estar atento aos limites do corpo. “A fim de evitar as temidas lesões, o segredo está na boa execução dos movimentos – apenas esse cuidado já promove maior segurança nas atividades”, diz. “Além disso, realize uma avaliação profissional. Ela te permite identificar a sua mobilidade, o que é determinante para a escolha do tipo de atividade que você pode fazer”, orienta o especialista.

Reconheça os sinais

O corpo humano costuma apresentar sinais quando há algo errado. Confira alguns sinais de alerta que indicam a necessidade de procurar um ortopedista especialista em joelho:⠀
– Dificuldade para caminhar;

– Dor nos joelhos;
– Sensação de dormência nas pernas;⠀
– Instabilidade nas articulações;

– Edemas, inchaços e pontadas nas articulações.



Editora da Revista Viver! - Jornalista há mais de 15 anos, atua também na área de Marketing Digital como social media.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *